conecte-se conosco

Saúde

Pacientes oncológicos não devem interromper tratamento CORONAVÍRUS

Publicado

em

A descontinuidade do tratamento oncológico pode reduzir as chances de cura do câncer. Sendo assim, a orientação é que os pacientes deem prosseguimento às terapias e ao acompanhamento médico, mesmo no período de pandemia do novo coronavírus, desde que adotem medidas de segurança indicadas pelas autoridades de saúde, como o uso de máscaras, álcool em gel e a higienização adequadas das mãos com água e sabão, em especial em ambientes hospitalares. A informação é do cirurgião urologista da Urocentro Manaus e doutor em saúde coletiva, Giuseppe Figliuolo.
Ele explica que há tratamentos que não podem ser paralisados, como é o caso do quimioterápico e do radioterápico, os quais atuam na redução de massas tumorais denominadas malignas e previnem a disseminação da doença. Isso porque, se interrompidos, podem não apresentar a mesma eficácia quando retomados.
“Se o tratamento for interrompido, há ainda o risco de a doença poder evoluir”, explicou.
o caso das cirurgias indicadas na fase inicial ou intermediária do câncer, o ideal é que haja um acompanhamento antes, durante e após os procedimentos. “Quanto mais cedo ocorre a retirada do tumor, maiores são as chances de cura”, destacou.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas