conecte-se conosco
Cursos 24 Horas - Cursos 100% Online com Certificado
-

Política

Prefeito de Manaus faz pedidos a Mourão e diz que vai “começar a rezar”

Publicado

em

Arthur Virgílio vê sepultamentos diários aumentarem de 30 para 122 e diz que apelará à fé. Não há leitos na cidade e ele vai recorrer ao vice-presidente.
O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), preparou uma lista de problemas enfrentados na cidade com o avanço do coronavírus, a começar pelos casos da doença nas regiões mais pobres, assim como a falta de estrutura e leitos nos hospitais, de profissionais de saúde e, por fim, o aumento no número de sepultamentos em meio à pandemia.
O inventário de dificuldades existentes na capital do Amazonas será tema de uma reunião realizada nesta segunda (20) com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão. “Tem muita gente morrendo em casa, insuficiência dos hospitais de atender. E uma coisa que eu quase nunca faço, mas estou começando a pensar em fazer é rezar”, diz.
Arthur Virgílio Neto afirmou que vai suplicar ao vice-presidente que sejam entregues com urgência medicamentos e tomógrafos, além da contratação de médicos intensivistas, diante da gravidade da situação em Manaus. A reunião está marcada para esta tarde no Comando Militar da Amazônia.
Segundo os últimos dados do Ministério da Saúde, divulgados neste domingo (19), o Amazonas já registrou 2.044 casos confirmados e 182 óbitos causados pelo coronavírus.

Informação com veracidade é a marca registrada do nosso site 📰

Mais notícias