conecte-se conosco

Saúde

Ex-diretor na gestão Mandetta afirma que, Manaus e Fortaleza deveriam adotar ‘lockdown’ contra o coronavírus

Publicado

em

Manaus Fortaleza deveriam adotar medidas de isolamento máximo, chamado de ‘lockdown‘, para barrar o aumento no número de casos de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, afirma Julio Croda, infectologista, pesquisador da Fiocruz e ex-diretor do Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde durante a gestão do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta.

O “lockdown” é o bloqueio total de circulação de pessoas, mais restritivo que o isolamento social. A medida foi adotada em alguns países com alto número de casos de Covid-19, como começou em Wuhan, na China, considerada o epicentro da doença, e também na Espanha e Itália. No Brasil, a medida não foi adotada, mas é citada pelo Ministério da Saúde, conforme consta no Boletim Epidemiológico 14, divulgado nesta segunda (27).

Croda comandava um centro de operação em emergência, dentro do ministério da Saúde, que contava com representantes de várias pastas. Ele afirma que Mandetta costumava convocar técnicos e avaliar dados para traçar políticas de combate ao Covid-19. Croda deixou o ministério em março após o governo federal anunciar um “comitê de crise“, que ficaria sob gestão da Casa Civil. Em abril, Mandetta também deixou o cargo. No último domingo, o ex-ministro afirmou que Bolsonaro “exonerou a ciência” quando decidiu demiti-lo.

Informação com veracidade é a marca registrada do nosso site 📰

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias