conecte-se conosco

Famosos

Em depoimento, Rafael disse que matou Kimberly enquanto ela dormia após pegar mensagens de traição no celular

Publicado

em

Rafael Fernandez, 31 anos, principal suspeito de assassinar Kimberly Mota, Miss Manicoré, confessou que matou a ex-namorada enquanto ela dormia após abrir o WhatsApp da modelo e encontrar trocas de mensagens da vítima com outros homens, encontros marcados e traições. A confissão foi feita nesse sábado, dia 16, a Polícia Civil de Roraima. Segundo informações da Polícia Militar roraimense, no momento em que foi capturado, na sexta, dia 15, Rafael já teria confessado o crime.
 
Depoimentos de amigos da miss e da ex-companheira de Rafael já formavam o perfil do rapaz como ciumento e possessivo. Inclusive disseram que o motivo do término do relacionamento ente Kimberly e Rafael foi justamente a pressão do rapaz para que a miss se mudasse para a casa dele.
 
Depoimentos de amigas da miss Manicoré mostraram que Rafael era controlador e verificava tudo o que Kimberly postava nas redes sociais. A exposição da miss nas mídias incomodava o suspeito, que pressionava a jovem de 22 anos para que se mudasse para o apartamento onde ele morava mesmo local onde ela foi encontrada morta assim ele poderia controlar a jovem de perto.
 
Poucos dias antes a jovem recusou a oferta e terminou o relacionamento, mas continuou mantendo contato com Rafael. Na noite em que foi morta, Kimberly deveria dormir na casa de Rafael, porém, ele aproveitou o momento para ver com quem a moça mantinha contato. Numa crise de ciúmes ele assassinou Kimberly enquanto ela dormia.
 
Segundo a Secretaria de Segurança Pública de Roraima (SSP-RR) Rafael deve chegar em Manaus por volta das 21h da noite deste sábado, dia 16. Ele será levado diretamente para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde será devidamente interrogado pela Polícia Civil do Amazonas. 

Informação com veracidade é a marca registrada do nosso site 📰

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias