conecte-se conosco

Famosos

Em depoimento, Rafael conta em detalhes como matou a miss Manicoré Kimberly

Publicado

em

O funcionário do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-AM), natural de São Bernardo do Campo, São Paulo, como já é fato divulgado na imprensa, confessa categoricamente que é o assassino da namorada Kimberly Karen Mota de Oliveira.
Rafael Fernandez não esconde nenhum detalhe do crime cruel que praticou por volta dos 31 minutos da madrugada do dia 12 próximo passado em seu apartamento no Condomínio Smart Residence, Rua Joaquim Nabuco, centro de Manaus.
São muitos detalhes no depoimento de Rafael. Logo no início ele afirma que conheceu Kimberly Mota em janeiro deste ano quando já estava separado de sua esposa cujo nome não é relatado no documento.
Percebe-se no interrogatório do analista judiciário que o seu relacionamento com Kimberly Mota atingia também o aspecto financeiro ao ponto dele efetuar pagamento de quatro mensalidades da faculdade da jovem.
No dia 8, sexta-feira, como se pressentisse que algo mal poderia acontecer e por um motivo que não é explicado no depoimento, Rafael Fernandezdiz que Kimberly telefonou para ele e terminou o namoro.
No sábado ainda houve um reencontro entre eles, chegaram a ir para o apartamento do analista judiciário, conversaram durante um bom tempo, mas que não reataram o namoro e que apenas se beijaram. Ainda no domingo Rafael e Kimberly voltaram a se encontrar e foram correr no Parque do Mindu acompanhados de amigos.
Rafael Fernandez chegou a deixar Kimberly em casa e foi embora mas ela voltou a ligar e disse que o imóvel estava trancado e ele foi buscá-la novamente, lancharam, foram a uma drogaria porque ela passou mal e retornaram para o apartamento.
Nos momentos que antecederam o assassinato de Kimberly Mota, o analista judiciário relata que os dois conversavam na sala quando ela sentiu mal estar, foi ao banheiro e nesse momento ele leu mensagens de homens no celular dela.
Kimberly chegou a afirmar sucessivas vezes que as mensagens não significavam nada e que não tinha nada com ninguém, mas Rafael Fernandez insistiu, chegou a ser empurrado por ela, e foi quando possuído de ódio e ciúme ele pegou uma faca na cozinha.
A jovem, que era técnica de enfermagem, modelo, miss Manicoré e finalista do Concurso Miss Amazonas 2019, não pressentiu, nem nunca poderia imaginar, mas voltou do banheiro e se deitou na cama ao lado de Rafael Fernandez para ser assassinada.
Rafael Fernandes detalha no depoimento presidido pelo delegado Paulo Martins que foi nesse momento que deu duas facadas no pescoço eum terceiro golpe na barriga de Kimberly, e dessa forma consumou o assassinatoda jovem.
No depoimento estão todos os detalhes da tentativa de tirar o corpo do apartamento, a fuga para Roraima e tudo o que Rafael Fernandez viveu até ser preso na cidade de Pacaraima, em Roraima, e por fim, sua transferência de volta para Manaus.
 
Veja abaixo o depoimento na íntegra obtido por um portal local;

 

Informação com veracidade é a marca registrada do nosso site 📰

Mais notícias