conecte-se conosco
Cursos 24 Horas - Cursos 100% Online com Certificado
-

Facção

Suspeito de chefiar organização criminosa que atua no AM morre após ser baleado durante operação em Sergipe

Publicado

em

Um homem suspeito de liderar uma organização criminosa que atua no Amazonas foi preso durante a operação “Contra-Ataque”, no município de Simão Dias, no estado de Sergipe, na tarde desta quinta-feira (21). Segundo a Polícia Civil, ele é suspeito de ordenar ameaças a policiais que atuam no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus, além de mortes que aconteceram no bairro e organizar fugas de presídios da cidade. O suspeito foi baleado durante a operação e não resistiu.
 
De acordo com o diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), delegado Rafael Allemand, o homem era o principal alvo da operação “Contra-Ataque”, que teve um período de investigação de dois meses. A primeira parte da operação aconteceu na quinta-feira (14), quando oito pessoas foram presas e 150 quilos de drogas apreendidas, no município de Iranduba, e nos bairros Compensa e Petrópolis, em Manaus.
 
“Além de ser procurado no Amazonas, ele também é um dos mais procurados do estado do Ceará. Ele tem passagem lá por roubo a banco. Ele já havia sido preso em Manaus e estava foragido desde 2018, com outros membros da facção criminosa. Ele era o número um dessa facção criminosa”, informou Allemand.
 
Ainda conforme o delegado, o suspeito organizava ataques a facções rivais e planejava fugas para detentos do sistema prisional do Amazonas. “Ele já estava organizando um plano para explodir o prédio dos presídios para que os presos se evadissem do local”, disse.
 
Os policiais, então, receberam informações de que o homem estava no município de Simão Dias, no estado de Sergipe, e iniciaram as movimentações para realizarem a prisão. Policiais do DRCO foram ao local e contaram com o apoio de policiais civis do estado.
 
O homem foi abordado na tarde desta quinta-feira (21). Ele reagiu e trocou tiros com os policiais. O suspeito foi atingido e preso. Ele ainda foi socorrido para um hospital no município, por ter sido baleado, mas não resistiu e morreu, segundo o delegado.

Informação com veracidade é a marca registrada do nosso site 📰

Mais notícias