conecte-se conosco

Política

Com jogada de mestre, manobra de Wilson Lima pra colocar aliado e amigo na CMM pode melar

Publicado

em

Wilson nomeou o Vereador William Abreu como Secretário da SEJUSC. Com a jogada Wilson tentou matar “dois coelhos numa cajadada só”: ganhar o apoio do vereador William Abreu e favorecer o suplente de William na CMM, Dr. Daniel Vasconcelos, aliado do governador e filiado ao seu PSC, que, a principio, assumiria a cadeira. Mas Dr. Daniel disputou a eleição pelo PMN, e pode perder a vaga.

Vereador William Abreu

A explicação está em 2919. Com a eleição do então Vereador Álvaro Campelo (PP) pra Aleam, Ronaldo Tabosa, 1° suplente, assumiu, mas havia trocado o PP pelo Podemos. A cadeira foi requerida pelo PP na Justiça Eleitoral, que acabou cassando Tabosa por infidelidade partidária.

Ainda em 2019, a 2a suplente do PP, Socorro Sampaio, requereu a vaga Campelo, após a cassação de Tabosa. A Justiça Eleitoral negou. Socorro estava na sua nova sigla, o PSDB. A 3a suplente, Pastora Luciana, havia filiado ao PPS. E a vaga ficou mesmo com o PP, com o 4° suplente e hoje Vereador Marisson Roger, que obteve 776 votos. Dr. Daniel Vasconcelos mudou de partido e irá perder a vaga.

Se o Presidente da Câmara Municipal de Manaus, Joelson Silva, der posse a Dr. Daniel Vasconcelos, pode estar incorrendo em desobediência judicial, já que o caso é o mesmo de 2019 e ele tem ciência disso.

Dr. Daniel Vasconcelos

Se a Justiça Eleitoral mantiver esse entendimento, assume no lugar de William o 2° suplente da coligação REDE/PMN, Dr. Luciano Mauro, que deve ingressar na justiça com o pedido para assumir a vaga. O mandato é do partido e não do candidato, de acordo com entendimento do próprio STF.

Wilson Lima está usando a máquina para beneficiar aliados.

Informação com veracidade é a marca registrada do nosso site 📰

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais notícias