conecte-se conosco
Cursos 24 Horas - Cursos 100% Online com Certificado
-

Polícia

Manaus é a terceira cidade com maior número de homicídios do Brasil

Publicado

em

Manaus – Mesmo com redução nas ocorrências de homicídios de 2018 para 2019, Manaus subiu no ranking das cidades mais violentas do país passando do quarto para o terceiro lugar na quantidade de mortes oriundas desse tipo de crime, segundo o Sinesp, sistema que recolhe dados sobre a violência, do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Em 2018, a capital do Amazonas registrou 787 homicídios. Em 2019, caiu para 687, uma redução de 12,7%. Porém, a redução foi menor que nos outros municípios avaliados. Antes atrás de Fortaleza (CE), Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA), subiu uma posição e perde somente para as capitais do Rio de Janeiro e da Bahia, que registraram ano passado 936 e 843 homicídios, respectivamente.

Para efeitos de comparação, Manaus tem uma população de 2,2 milhões de habitantes segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e ficou à frente da cidade de São Paulo, com 12,2 milhões de pessoas e 566 homicídios registrados em 2019.

Em relação à Belém (PA), a redução de homicídios em Manaus foi inferior. A capital do Pará ocupava o 5º lugar em 2018, com 736 mortes. Em 2019, caiu para a 7ª posição, com 368.

Em 2018 e 2019, a capital do Amazonas foi a primeira de todas as cidades da região Norte em quantidade de homicídios. Em 2019, em todo o Amazonas foram contabilizados 816 homicídios, e no ano anterior, 968.

Apesar de ter uma capital com menos homicídios, o Pará responde por mais da metade dos registros do crime da região Norte. Em 2019, o estado teve um total de 2,3 mil mortes, equivalente a 53,5% dos 4,3 mil homicídios contabilizados na região. Em segundo lugar está o Amazonas, seguido por Rondônia (313), Tocantins (272), Acre (242), Amapá (195) e Roraima (164). 

De acordo com a SSP (Secretaria de Segurança Pública do Amazonas), o número de prisões relacionadas a homicídio em Manaus aumentou 26,1% em 2019, de janeiro a setembro. Foram 314 prisões de envolvidos com o crime, contra 249 presos do mesmo período em 2018.

Somente a DEHS (Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros) efetuou mais de 200 prisões no ano passado. Maio foi o mês em que a especializada fez mais prisões, totalizando 27. Em seguida vêm agosto, com 26 prisões, e janeiro, com 25.

Ainda segundo a SSP, houve aumento no número de prisões por homicídio também no interior do Amazonas. De janeiro a julho de 2018, as Delegacias Interativas de Polícia (DIPs) haviam efetuado 60 prisões. Ano passado, no mesmo período, o número de prisões por crimes de homicídio saltou para 116, registrando um aumento de 93,3%. 

Os dados da SSP em relação à redução de homicídios de 2018 para 2019 são correspondentes aos do Ministério da Justiça.

A informação com veracidade é a marca registrada do nosso site 📰

Mais notícias