conecte-se conosco
Cursos 24 Horas - Cursos 100% Online com Certificado
-

Operação

Ex secretário da prefeitura é acusado de receber propina na “máfia dos caixões”

Publicado

em

Manaus –  A Operação Máfia do Caixão, deflagrada na manhã desta terça-feira (3), desmantelou um esquema de pagamento de propina envolvendo o Programa SOS Funeral gerido pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (SEMASC). Um dos alvos é Marionilson Barros Monteiro, ex-diretor financeiro do órgão suspeito operar o esquema.

Ele atuava cobrando propina de donos de funerárias que forneciam urnas para Programa. Os empresários chegavam a pagar até 20% do valor total do contrato.

De acordo com o delegado Guilherme Torres, as denúncias chegaram ao conhecimento do Ministério Público que solicitou a abertura das investigações. “Um dos empresários chegou a pagar R$ 100 mil ao diretor. O esquema de propina teria começado ainda em 2017”, afirma Torres.

Ele atuava cobrando propina de donos de funerárias que forneciam urnas para Programa. Os empresários chegavam a pagar até 20% do valor total do contrato, sem condições de manter os pagamentos, eles procuraram a polícia para denunciar o caso. 

No decorrer das investigação os policiais descobriram uma cadeia  de corrupção estruturada e a participação de outros pessoas na ação. O delegado afirma que a operação deve continuar e uma nova fase deve ser deflagrada.

Até o momento, foi identificada a participação de duas empresas no esquema, mas a polícia acredita que há outras. Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos hoje na casa de Monteiro. Documentos e equipamentos eletrônicos foram apreendidos no local e devem ser periciados.

A informação com veracidade é a marca registrada do nosso site 📰

Mais notícias