conecte-se conosco
Cursos 24 Horas - Cursos 100% Online com Certificado
-

Política

“Não fez uma ação sequer efetiva contra a pandemia”, dispara Wilson contra Arthur

Publicado

em

Manaus – Durante o anúncio de novas medidas para conter a covid-19 no Amazonas, nesta quarta-feira (23), o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), criticou e acusou o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), de não ter tomado nenhuma providência efetiva para evitar a pandemia.

Nós tivemos um grande problema durante a pandemia aqui na capital por conta da ausência da prefeitura. Todas as capitais brasileiras assumiram suas responsabilidades de estabelecer medidas restritivas e de recomendações, ao contrário da Prefeitura de Manaus, que não fez uma ação sequer efetiva”, disse o governador.

Na declaração, Wilson Lima afirmou que as únicas ações tomadas por Arthur Neto foi o fechamento da Praia da Ponta Negra, a fim de evitar aglomeração de pessoas no local, que é um dos maiores pontos turísticos da cidade; e o decreto que tornou obrigatório o uso de máscara em Manaus.

A única coisa feita foi fechar a Ponta Negra, baixar um decreto para uso de máscara, que até hoje não houve nenhum tipo de fiscalização sendo cumprida”, disse.

A praia da Ponta Negra foi interditada por Arthur Neto em setembro, minutos após o governador Wilson Lima ter feito críticas ao fato de o complexo turístico permanecer aberto, enquanto as escolas municipais e estaduais continuavam fechadas para evitar aumento dos casos de covid-19. O local, inclusive, permanecerá interditado até o dia 31.

Já o decreto que determinou o uso obrigatório de máscaras à população manauara em estabelecimentos comerciais foi anunciado em maio. Porém, pelo fato de não haver fiscalização efetiva, é possível ver diversas pessoas transitando normalmente pela cidade sem fazer o uso de proteção facial.

Wilson Lima afirmou, ainda, que os serviços básicos de saúde em Manaus são baixos, sendo o menor de todo o Amazonas.

Manaus tem a cobertura e assistência básica mais baixa de todo o estado. É muito menor do que municípios que têm 5% de orçamento em relação à capital. A maioria dos municípios do Amazonas tem acima de 90% de cobertura básica e isso foi essencial para que no interior nós não tivéssemos um avanço tão significativo dos casos no pico da pandemia”, criticou.

Por conta da falta de atitude de Arthur Neto para conter o avanço do coronavírus na capital, Wilson Lima afirma que teve de assumir toda a responsabilidade.

Eu queria fazer esse registro aqui porque todas responsabilidades tiveram que ser assumidas pelo governo do Estado. Em nenhum momento eu iria me ausentar, me esquivar de trabalhar para salvar vidas. E nós estamos tomando essa decisão hoje, para garantir a proteção das pessoas”, concluiu.

Novas medidas

Conforme anunciado, passarão a funcionar somente os serviços essenciais como padarias, farmácias, hospitais, venda de gás e etc. Já os serviços não essenciais e shoppings funcionarão apenas com serviço de delivery e drive- thru, até as 21h.

As novas medidas ocorrem após a constatação de um aumento significativo nos casos, sobretudo na ocupação da rede pública de saúde e na rede privada. Esse crescimento nos número ocorre, segundo o anúncio de Wilson Lima, devido, principalmente, às eleições municipais e frequentes festas clandestinas na capital.

A informação com veracidade é a marca registrada do nosso site 📰

Mais notícias