conecte-se conosco
Cursos 24 Horas - Cursos 100% Online com Certificado
-

Política

Plínio Valério apresenta projeto para punir quem furar fila na vacinação contra a Covid-19

Publicado

em

Diante de denúncias de irregularidades na distribuição de doses e desvios na vacinação entre os grupos de risco em vários estados, o senador Plínio Valério (PSDB-AM) está apresentando um projeto no Senado determinando punição severa para quem furar a fila, com definição de delito correlato ao crime de corrupção ativa, que já tem definição legal.

Há também previsão de pena maior para o agente público que colaborar ou compactuar com o tráfico de vacinas contra a Covid-19. Segundo o site G-1, a vacinação em Manaus foi suspensa hoje e só será retomada nesta sexta-feira, em função da investigação do Ministério Público do Amazonas sobre a suspeita de irregularidades na aplicação da vacina, com a fila de grupos prioritários sendo furada.

O projeto prevê:

1- Haverá punição para quem furar a fila, mediante a tipificação de delito próximo ao de corrupção ativa.
2- Aumento de punição para o furador de fila que se aproveitar de sua condição pessoal, por exemplo, de detentor de mandato eletivo ou de exercício de abuso de autoridade.
3- A pena maior será aplicada ao agente público, seja autoridade ou executor de plano que colaborar ou compactuar com isso.

Segundo o site G-1, denúncias foram feitas depois que parentes de empresários no Amazonas postaram fotos sendo vacinados e foram acusados de “furar fila”. A prefeitura da capital amazonense diz que não há irregularidades . Há divergências também sobre o número de doses recebidas e distribuídas no Amazonas. Há divergências sobre uma diferença de 60.727 doses.


O governo do estado informou que recebeu 256 mil doses da CoronaVac. No entanto, depois corrigiu a informação e informou que o total recebido foi de 282 mil vacinas. Dessas, somente 221 mil foram distribuídas entre as cidades, incluindo a capital.

A informação com veracidade é a marca registrada do nosso site 📰

Mais notícias