conecte-se conosco
Cursos 24 Horas - Cursos 100% Online com Certificado
-

Trânsito

Com ruas esburacadas, David Almeida voltará com radares eletrônicos em Manaus

Publicado

em

Manaus – O diretor-presidente do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Paulo Martins, disse nesta quinta-feira (5), em entrevista à uma emissora local, que os radares de velocidade voltarão a operar até janeiro de 2022 nas ruas de Manaus.

A capital está sem radares de velocidade há 6 anos, quando a Prefeitura anunciou – em março de 2015 – a quebra de contrato com a empresa até então responsável pelo serviço na capital.

À época, a suspensão do contrato coincidiu com uma denúncia feita pelo Ministério Público sobre supostas irregularidades em licitações. Na época, a juíza Andrea Jane de Medeiros determinou o bloqueio de bens da empresa responsável pelo serviço e de outras 11 pessoas, incluindo o então prefeito Amazonino Mendes.

De acordo com Paulo Martins, uma licitação para a contratação do serviço deve ser lançada em até três meses e a previsão é que os equipamentos comecem a funcionar em janeiro de 2022. Em contra partida, centenas de ruas de Manaus estão esburacadas e sem infraestrutura.

A capital possuía 36 radares espalhados em todas as zonas e com a defasagem, alguns controladores e redutores de velocidade foram remanejados. Atualmente, agentes e câmeras de monitoramento são utilizados.

Ainda não se sabe quanto custará para os cofres públicos, o que se sabe, é que não será pouco.

A informação com veracidade é a marca registrada do nosso site 📰

Mais notícias