conecte-se conosco

Polícia

Silas Câmara pode ser cassado por suposto esquema de rachadinhas

Publicado

em

Manaus – O deputado federal Silas Câmara, líder da bancada evangélica no Câmara dos Deputados, deve ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no próximo dia 11 de novembro, por suposto envolvimento em um esquema de rachadinhas.

O julgamento chegou a ser iniciado no plenário virtual e teve dois votos a favor da condenação do parlamentar e a cassação do mandato do mesmo, mas foi suspenso após o ministro Kássio Marques pedir vista por não se sentir apto a votar.
 
O ministro Nunes Marques, por sua vez, solicitou destaque no plenário virtual e a partir do dia 11, o julgamento acontecerá no plenário físico.
 
Os votos a favor da condenação e perda de mandato foram registrados pelos ministros Luís Barroso e Edson Fachin.
 
Para eles, há provas suficientes de que Silas Câmara desviou mais de R$ 140 mil em verba pública entre os anos de 2000 e 2011, por meio do recolhimento de parte dos salários pagos a secretários nomeados por ele.

A informação com veracidade é a marca registrada do nosso site 📰

Mais notícias